Cultura de Empresas: o que muda após a crise?

cultura-de-empresas-o-que-muda-com-a-epidemia

O coronavírus conseguiu, em um mês, o que nenhum produto, propaganda ou pitch conseguiu: forçar as empresas a mudarem sua cultura e práticas corporativas. Com cidades inteiras em quarentena, empresas de todo o mundo precisaram adotar práticas de trabalho remoto e novos métodos de gestão.

 

Quais serão os impactos dessas novidades na cultura corporativa das empresas? Confira algumas das principais mudanças para os próximos anos:

 

  1. O fim do “comandar e controlar”

 

Muitas empresas ainda obrigam os funcionários a chegarem às 9h da manhã e permanecer na mesa até o fim do expediente. É claro que o trabalho ainda precisará ser feito, mas opções que estimulem a produtividade, a saúde e o bom humor estão no horizonte. Oferecer horários mais flexíveis e a possibilidade de Home Office será cada vez mais um pré-requisito para a retenção de talentos.

 

  1. Um novo balanço entre trabalhar sozinho x trabalhar em grupo

 

Por muitos anos, a máxima do trabalho em equipe foi religiosamente seguida pelas empresas. No entanto, nem sempre essa abordagem é a mais eficaz para a entrega de tarefas. Até nas equipes mais integradas existem trabalhos que devem ser feitos individualmente, extraindo o melhor da individualidade de seus membros. 

 

Com a obrigação do trabalho espacialmente descentralizado, as empresas talvez precisem repensar o design de seus escritórios. Espaços privados que valorizem a performance individual podem ajudar os funcionários a entregarem aquele “algo mais” que deles se espera.

 

Inscreva-se para receber nossa newsletter

 

  1. Inovação em foco

 

Precisa ficar em casa? Considere isso uma grande oportunidade. Revisitando os processos da empresa, este é um ótimo momento para encontrar brechas e pensar como processos inovativos podem melhorar fluxos e produtos. Erros podem ocorrer? Com certeza. Empresas que não erram, não inovam. Este é o momento de fazer algo novo, algo diferente.

 

  1. As exigências para gestores serão diferentes

 

Os novos e os antigos gestores têm um novo desafio: gerenciar equipes que não estão inteiras no mesmo local. As empresas agora precisam focar na contratação de profissionais com experiência em trabalho remoto, ou seja, profissionais que sejam exímios comunicadores e que saibam trabalhar por meio de “quick calls” e mensagens de texto.

 

  1. Novos rituais para manter a Cultura viva

 

Talvez aquele cafézinho da tarde, ou a confraternização de fim de mês, não reúnam mais parcelas majoritárias da empresa. Mas não tem problema! Agora, as estratégias de endomarketing precisarão ser cada vez mais complexas e capilares. Os rituais de comemoração precisarão se adaptar à nova realidade. Por exemplo: diversas empresas já praticam o Summer Office, quando todos os funcionários passam um período trabalhando juntos em um ambiente mais descontraído, como praias ou sítios.

 

Em tempos de tantas mudanças, o posicionamento da empresa, o tom de voz nas redes sociais, os discursos dos líderes: tudo isso ganhará cada vez mais importância na construção da nova cultura da empresa.

 

Quer saber mais sobre o futuro de Cultura de Empresas? Acesse:

 

cultura-de-empresas-2020

Seu e-mail não será publicado.

*
*